Namoro...

O que é namoro? E Para que serve?
O namoro é uma preparação para o casamento. Para que serve? Simples, para conhecer a pessoa que você planeja passar o resto da sua vida. Não quero ser mal interpretada, então, quando digo resto, não quero dizer que sua vida está no fim ou que você vai dedicar o que sobrou dela para alguém. Muito pelo contrário, é apenas um modo de falar, pois, apartir do casamento sua vida recomeçará. Sem seus pais por perto para lhe ajudar quando errar, ou para lhe apoiar ou parabenizar, você contará com a ajuda se sua metade e deverá ajudá - la também, será sua função.
O namoro não se resume em amassos, beijos, pegadas... Isso, quando existe amor de verdade, não é o mais importante.
No namoro deve – se haver constantes conversas, e essas devem ser maduras e sinceras, devem ser analisadas com cuidado por quem a escuta ( viu namorado), e mesmo assim isso não será o suficiente para conhecer por completo a pessoa com quem se pretende casar, esse processo de conhecimento se dará constantemente durante os anos que passarão juntos.
Uma vez minha mãe me disse:  “Você quer conhecer uma pessoa? More com ela”.
Isso é verdade. Quantas pessoas você conhece que tinham um belo relacionamento e ao passarem a morar juntos viviam rodeados de brigas constantes? E como resultado a separação repentina. Claro que no namoro também existem discussões, as discussões surgem de pensamentos opostos, quando uma pessoa não concorda com o pensamento da outra, devemos aprender a conviver com os pensamentos dos outros, cada pessoa é livre para pensar o que quiser, veja bem, eu disse conviver com pensamentos diferentes e não necessariamente aceitá – los. Você não precisa aceitar meus defeitos. Pra ser-mos felizes.

Você quer saber o segredo de um casamento feliz? Não sei a resposta.

A conversa aberta, sincera e justa onde os dois lados tem a oportunidade de dialogar e expor suas idéias e opiniões sem críticas é essencial, claro que, como disse antes,  ninguém é obrigado a aceitar a opinião do outro, mas somos obrigados a respeitar opiniões porque somos diferentes.
Ninguém é igual a ninguém, a pessoa que você ama também é diferente de você. Os opostos se atraem...
Imagine isso: Se duas pessoas de temperamentos fortes vivessem juntas eram brigas e discordâncias diárias. E, se duas pessoas calmas e tranquilas vivessem juntas, elas poderiam correr o risco de nem se falarem diariamente. E se juntassem dois preguiçosos, ninguém faria nada e seria tudo uma bagunça e etc. Pensou nisso? Espero que esteja me entendo.
O que quero dizer é que uma pessoa deve completar a outra, se ela é a metade a outra metade deve ser diferente. Ou seus pares de calçados são iguais? Claro que não, você tem um lado direito e outro esquerdo, um completando o outro.
Você não pensa em casar, só quer curtir? Só namora para dizer que tem um namorado?
Então tenho duas dicas para você, aceite uma das duas ou as duas.

Você precisa da ajuda de um psicólogo, marque uma consulta, isso de não querer casar pode ser um trauma, um medo de algo que você viu, ouviu ou vivenciou durante sua vida ou não(posso estar errada), você precisa conversar com alguém que conhece o ser humano e que pode lhe ajudar.

Você está perdendo tempo e fazendo a pessoa com quem namora perder tempo também, encerre essa relação e curta a vida de outra maneira. Tempo é precioso, ele vai e não volta mais, não dá para pausar ou retroceder.

Se eu pudesse retroceder o tempo faria muita coisa diferente, deixaria de fazer muita coisa que fiz e que me fizeram perder muito tempo e faria muita coisa que deixei de fazer.
Estou aprendendo a conhecer as pessoas e aceitá – las como são não importa se eu gosto ou não do modo delas falarem, andarem ou se vestirem. Elas são assim e não vão mudar nunca para que eu goste delas. O que devo fazer é me adaptar e aceitar que todas as pessoas são diferentes e amar a quem está do meu lado veno mais suas qualidades em vez de ver apenas nos defeitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário